Links de Acesso

Filho de imigrante chinês é estrela impossível da NBA


Filho de imigrante chinês é estrela impossível da NBA

Filho de imigrante chinês é estrela impossível da NBA

Rejeitado por duas equipas Jeremy Lin torna-se vedeta no New York Knicks

É formado pela melhor universidade americana, Harvard e é agora a sensação do campeonato americano de baquetebol, a NBA.

Chama-se Jeremy Lin joga no New York Knicks, nasceu em Palo Alto na California mas o facto de ser filho de imigrantes do Taiwan tornam-o numa raridade racial na NBA, fazendo com que em zonas de grande presença asiática seja agora visto como um herói.

Poucos jogadores das universidades "Ivy League" ( as melhores do país) acabam como profissionais da NBA, preferindo carreiras em profissoes mais "sérias", o que torna Jeremy Lin numa figura ainda mais inédita

O treinador da Universidade de Harvard, Tommy Amaker, disse que quando mencionava Lin a outros treinadores como um jogador com futuro ninguém acreditava.

"Todos começavam a gracejar," recordou ele ao New York Post.

"Penso que as pessoas estão surpreendidas porque não o conhecem ou porque é um pioneiro," disse a sua mãe Shirley Lin.

"Não há muitos jogadores de Harvard e não há muitos asiático-americanos. É invulgar, é a anti-vedeta do basquetebol mas que tabalha árduamente," acrescentou ela ao New York Times

Quando acabou o seu curso universitário Lin não foi recrutado por nenhuma equipa do NBA mas acabou por ser aceite pelo Golden State Warriors que contudo o dispensou em Dezembro.

O Houston Rockets recrutou-o á experiência mas também o dispensou e acabou no New York Knicks onde súbitamente se tornou num efectivo devido a lesões de outros jogadores.

Desde então Lin passou a ser o herói da equipa de Nova York em cuja cultura está enraízada a ideia do triunfo dos desfavorecidos.

Mas não só. Através do país há agora aquilo a que os comentadores desportivos chamam de "Linsanidade" com os estádios a gritarem o seu nome, grande número de adeptos de origem asiática com o seu nome em camisolas.

Há já mesmo um video musical na internet. Veja aqui o video

Jeremy Lin está a viver num apartamento de apenas um quarto do seu irmão Josh estudante medico-dentista.

"Ele tem o seu próprio sofá para dormir," ironizou Josh ao New York Times.

Isso deverá mudar em breve. O New York Knicks já disse que vai assinar um contracto com o jogador que segundo a imprensa americana deverá valer no mínimo 800.000 dólares anuais.

"Ninguém pensava que isto podia acontecer," disse Lin.





XS
SM
MD
LG