Links de Acesso

Estado de Emergência: violência em manifestação de grupo de supremacistas brancos em Virgínia


White Supremacists rally

Manifestação de grupo de supremacistas brancos neste sábado, 12 de Agosto, nas imediações da Universidade de Virgínia, resulta em violentos confrontos, na cidade de Charlottesville, obrigando o governador de Virgínia a declarar estado de emergência.

Supremacistas brancos com as tochas em manifestação na noite de sexta-feira, 11 de Agosto
Supremacistas brancos com as tochas em manifestação na noite de sexta-feira, 11 de Agosto

A manifestação chamada “Unir a Direita” teve início na noite de 11 de Agosto, sexta-feira, com o grupo a marchar pelo campus da universidade com tochas e a gritar palavras de ordem como “white lives matter, [vidas brancas importam]”.

As autoridades confirmaram várias detenções e dezenas de feridos.

A cidade de Charlottesville acordou com os manifestantes a reunirem-se armados com paus, bastões de basebol, capacetes e coletes e armas de fogo, com as suas caras cobertas. Entre os nacionalistas brancos muitos exibiam os capuzes do grupo KKK e outros com as bandeiras confederativas, marchando pelas ruas.

De um lado o grupo de supremacistas brancos, que se juntou para protestar contra a remoção da estátua do general confederativo Robert E. Lee do campus universitário e do outro lado um grupo contra a manifestação e a favor da remoção da estátua e de outros símbolos confederativos da guerra civil americana.

Estátua do general confederativo Robert E. Lee em Charlottesville, Virgínia,
Estátua do general confederativo Robert E. Lee em Charlottesville, Virgínia,

Esta é a terceira manifestação do género em Charlottsville. Para este sábado estava marcada uma cerimónia do grupo de nacionalistas brancos, também conhecido por supremacia branca, que foi cancelada devido aos confrontos que marcaram a manifestação levada a cabo esta manhã.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG