Links de Acesso

Violações de Direitos Humanos aumentaram em Moçambique


Meninos apanham garrafas de plástico vazias na estação de Caminhos de Ferro de Moçambique em Moatize

Segundo o relatório da Human Rights Watch (HRW), as violações do direitos humanos em Moçambique aumentaram em 2016 devido à crescente tensão e ao conflito armado entre o governo e as forças da oposição da RENAMO.

O mesmo relatório diz que as forças de segurança "estiveram implicadas em abusos durante as operações contra a RENAMO, incluindo execuções sumárias e violência sexual que forçaram milhares de pessoas a fugir do país". A HRW acusa a RENAMO de ter igualmente cometido abusos em 2016, como ataques a clínicas de saúde, acrescentando que pelo menos dez figuras importantes do partido "foram atacadas ou assassinadas, devido a motivações políticas", sendo que as investigações por parte das autoridades são incompletas.

Moçambique sofreu em 2016 com a crise económica, devido à queda do preço das matérias-primas e às dívidas das empresas do Estado. A crise económica é apontada pela HRW como um dos factores que tornou a vida dos moçambicanos mais difícil, tanto a nível económico como a nível dos direitos sociais.

Execuções Sumárias

De acordo com a investigação da HRW, as forças do Governo executaram sumariamente pessoas em que acreditavam estar ligadas à RENAMO. Em Abril, o escritório do Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse ter recebido pelo menos 14 nomes de oficiais da RENAMO que foram mortos ou raptados em todo o país por indivíduos não identificados, desde o início de 2016.

Testemunhos de refugiados moçambicanos no Malawi, citados pela HRW, afirmam que soldados fardados executaram de forma sumária homens na província de Tete em Fevereiro de 2016, ou amarraram-nos e levaram-nos para parte incerta.

Segundo os refugiados, os soldados também queimaram casas e campos de agrícolas de pessoas que eles acreditavam estarem a alimentar soldados da RENAMO.

Em Agosto de 2016, a Liga Dos Direitos Humanos (LDH), publicou um relatório denunciando os episódios descritos acima, bem como actos da mesma natureza perpetrados por soldados da RENAMO.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG