Links de Acesso

Uíge: Dirigente provincial afastado após desaparecimento de mais de 200 milhões de kwanzas destinados aos professores


Professores manifestam-se no Uíge (Foto de arquivo)

O governador provincial do Uíge, José Carvalho Rocha exonerou o chefe do departamento de estatísticas, recursos humanos e finanças, da delegação provincial da educação, Pitir Manuel Dongala, por suspeita de estar envolvido no escândalo do desaparecimento de mais dede duzentos milhões de kwanzas destinado ao pagamento de subsídios de exame dos professores em 2019.

Uíge: Afastado dirigente provincial em caso de desvio de centenas de milhões de Kwanzas – 2:08
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:06 0:00

O anúncio foi dado pela directora provincial da Educação do Uíge, Mafuta Nova, num encontro que tiveram com os professores do ensino geral que nunca receberam os subsídios de exames de 2019, segundo informou o coordenador do grupo dos professores “destemidos” que esteve presente na reunião, Salomão Sungo.

“Na verdade quem assinou o documento da exoneração foi o próprio governador provincial, conforme havia prometido no encontro que teve com os activistas, onde prometeu que deveria se abrir um inquérito e responsabilizar criminalmente os envolvidos”, contou o professor Salomão Sungo.

Miguel Teta Neto, outro participante do encontro, louvou a iniciativa do governador e aguarda por uma responsabilização criminal a todos envolvidos no escândalo, mas avisou que “caso os subsídios de exame de 2019 não forem pagos, isso pode comprometer a abertura do próximo ano letivo no Uíge”.

Para o professor Antônio Pedro, a exoneração em si só, nada resolve e por isso pediu a intervenção dos órgãos de justiça no caso do desvio dos mais de duzentos milhões de kwanzas destinados ao pagamento dos subsídios de exame dos professores de 2019.

Pitir Manuel Dongala exercia as funções daquele departamento provincial da educação desde Setembro de 2017.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG