Links de Acesso

Trump afirma que conversa com Zelensky foi "abolutamente normal"


President Donald Trump (22 Setembro, 2019)

Trump pediu oito vezes a Zelensky, durante a conversa, que investigasse o filho de Biden

O presidente Donald Trump disse nada ter feito de errado durante conversa que manteve com o novo presidente da Ucrânia, por entre notícias de que pediu a Volodymyr Zelensky para investigar o filho do ex-vice-presidente e um dos candidatos à presidência pelos democratas, Joe Biden.

Trump descreveu o telefonema como “absolutamente normal.” Acrescentou: "A conversa que tive foi em grande parte congratulatória, em grande parte corrupção, toda a corrupção que tem lugar. Foi em grande parte o facto de não querermos nosso povo, como o vice-presidente Biden e seu filho a criarem corrupção na Ucrânia ", disse Trump.

Segundo as noticias, Trump pediu oito vezes a Zelensky, durante a conversa, que investigasse o filho de Biden. Fontes dizem que a intenção era que Zelensky colaborasse com o advogado de Trump, Rudolph Giulliano, numa investigação que possa minar Biden.

Enquanto isso, o ministro dos negócios estrangeiros ucraniano, Cadym Prystaiko negou que Trump tenha pressionado Zelensky durante o telefonema, acrescentado que a Ucrânia não optará por um dos lados na política americana, mesmo que o pudesse fazer.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG