Links de Acesso

Três russos e um ucraniano suspeitos da queda do avião MH17


Comandante da polícia nacional holandesa, Wilbert Paulissen

Investigadores internacionais confirmaram terem emitido mandados de captura contra três indivíduos russos e um ucraniano, suspeitos da queda do avião da Malaysia Airlines, o MH17 em Julho de 2014.

A equipa legal liderada por holandeses disse que vai processar os russos Igor Girkin, Sergey Dubinskiy e Oleg Pulatov, bem como o ucraniano Leonid Kharchenko.

O comandante da polícia nacional holandesa, Wilbert Paulissen, disse que hoje são emitidos os mandados internacionais de captura contra os primeiros suspeitos a serem processados, adiantando que estes indivíduos vão ser incluídos nas listas nacional e internacional de procurados.

Esta equipa de investigação disse em Maio de 2018, que o míssil aéreo BUK, que atingiu o Boeing 777 saiu da quinquagésima terceira brigada militar russa, com base na cidade de Kursk.

Segundo os familiares das vítimas, estes foram informados que o julgamento dos quatro homens deverá começar na Holanda em Março de 2020.

É pouco provável que os suspeitos russos sejam julgados na Holanda, porque a Rússia não permite que os seus cidadãos sejam julgados fora do país. Contudo, o paradeiro do cidadão ucraniano continua desconhecido.

Um dos suspeitos russos da queda do avião MH17 em território ucraniano, causando a morte de 298 pessoas, negou nesta quarta-feira que separatistas pró-Rússia estariam envolvidos no ataque.

"Só posso dizer que os rebeldes não derrubaram o Boeing", disse Igor Strelkov, também conhecido por Igor Girkin, à agência de notícias russa Interfax.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG