Links de Acesso

Talibãs entram em Cabul e Presidente do Afeganistão abandona o país


Ashraf Ghani (foto de arquivo)

Embaixadas estrangeiras em evacuação precipitada.

O Presidente do Afeganistão Ashraf Ghani deixou o país e os Talibã preparam-se para assumir o controlo total do país após uma ofensiva relâmpago que lavou à captura de todas as principais cidades afegãs e agora à queda do governo.

Os Talibã disseram hoje ter ordenado aos seus soldados para entrarem na capital para impedirem actos de pilhagem após forças policiais terem abandonado os seus postos.

Há notícias de tiroteios em diversas parte capital onde esta manhã se registou pânico à medida que se propagavam as notícias da chegada dos Talibã.

Cidadãos em pânico em frente a um banco para tentarem retirar o seu dinheiro
Cidadãos em pânico em frente a um banco para tentarem retirar o seu dinheiro

Anteriormente um porta voz dos Talibã tinha afirmado que os seus combatentes tinham recebido ordens para não entrarem na cidade “até uma transferência pacífica e satisfatória ser acordada”.

Combatentes Talibã
Combatentes Talibã

Uma destacada entidade do ministério do Interior disse que o Presidente Ghani tinha deixado o país para o Tajiquistão. O gabinete do Presidente disse não poder comentar as movimentações do Presidente “por razões de segurança”.

A transferência de poderes estava a ser negociada no Qatar com a presença também de entidades americanas.

O antigo ministro do interior Ali Ahmad Jalali deverá ser nomeado para chefiar uma administração interina em Cabul, disseram à agência Reuters três fontes diplomáticas.

O actual ministro do Interior Abdul Sattar Mirzawakal disse num tweet que o poder será entregue a uma administração interina.

“Não haverá um ataque à cidade, foi concordado que haverá uma transferência pacífica”, disse.

Diversos países estavam hoje a evacuar as suas embaixadas e pessoal afegão auxiliar no meio de grande apreensão pela tomada da capital pelos Talibã conhecidos no passado pela sua brutalidade.

Helicóptero americano na evacuação de pessoal da sua embaixada
Helicóptero americano na evacuação de pessoal da sua embaixada

O pessoal americano da embaixada foi evacuado por helicóptero para a zona do aeroporto para onde diversas outras embaixadas também evacuaram o seu pessoal.

Centenas de soldados americanos e britânicos deverão chegar em breve ao aeroporto para proteger a retirada.

O secretário de Estado americano Anthony Blinken defendeu a decisão dos Estados Unidos deixarem o Afeganistão afirmando não ser do interesse americano continuar no Afeganistão.

Blinken disse que os Estados Unidos tinham gasto milhares de milhões de dólares durante quatro diferentes governos americanos para o governo afegão fortalecer as suas forças de segurança algo que o governo afegão não fez.

“O facto é que essas forças não tem conseguido defender o pais e isso aconteceu mais rapidamente do que prevíamos”, disse.

O rápido colapso do governo afegão após a retirada das forças americanas e da NATO surpreendeu diplomatas na capital. Os Talibã avançaram rapidamente através do país ocupando capitais provinciais e cercando a capital com forças governamentais a renderem-se em alguns casos sem oferecerem qualquer resistência.

Ainda hoje os Talibã ocuparam a importante cidade de Jalalabad sem qualquer resistência.

Os serviços de informações americanos tinham recentemente afirmado que o governo estava em posição de resistir aos Talibã por pelo menos três ou quatro meses

Os Talibã foram afastados do poder há 20 anos por forças americanas depois de se recusarem a entregar o líder da Al Qaida, Osama bin Laden, responsável pelo ataque terrorista contra Nova Iorque e Washington de 11 de Setembro de 2001.

Bin Laden foi mais tarde morto numa operação de tropas especiais americanas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG