Links de Acesso

Confrontos em Bissau fazem pelo menos 20 feridos

  • Lassana Casamá

Bissau, manifestação (imagem de arquivo)

Na Guiné-Bissau a Polícia de Intervenção Rápida carregou este sábado sobre os manifestantes que exigiam a renúncia do Presidente da República.

A manifestação convocada pelo Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados teve um percurso do Aeroporto até ao Centro da Cidade. O confronto aconteceu quando os manifestantes tentaram furar a barreira policial que dava acesso à Praça do Império, junto ao Palácio da República.

Informações disponíveis apontam para cerca de 20 feridos e algumas detenções.

Uma das activistas do Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados, estrutura cívica promotora da marcha, testemunhou à Voz da América, a agressão policial contra a sua pessoa,: “ disse a ele, porque é que estás-me a espancar desta força, eu sou uma mulher indefesa, não tenho pistola, não tenho nada. Ele me bateu com ódio. Este braço está me a doer”.

Na opinião dos activistas do Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados, não se pode ter dois pesos e duas medidas, quando se trata da liberdade de manifestação. Por outras palavras, consideram que estão a ser injustiçados, já que, há menos de uma semana que o movimento “O Cidadão”, associado ao poder, promoveu uma vigília junto ao parlamento, sem que houvesse qualquer impedimento por parte das autoridades policiais.

Garantem, contudo, que vão continuar com as manifestações até que o Presidente da Republica saia do poder.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG