Links de Acesso

Sindidato de Jornalistas Angolanos pede fim de nomeação de responsáveis da imprensa pelo Governo

  • Norberto Sateco

Teixeira Cândido

Teixeira Cândido defende nomeação por entidade independente

O secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, afirmou à VOA ser imperioso neste novo ciclo político retirar ao Governo a faculdade de nomear os titulares dos Conselhos de Administração dos órgãos comunicação social públicos.

Governo deve deixar denomear dirigentes dos media estatais - 1:51
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:51 0:00

“Alguém que é nomeado pelo titular do poder Executivo pode fazer um trabalho crítico contra o titular do poder Executivo? Obviamente que não. Nem hoje, nem amanhã enquanto este for o modelo. Trazendo um estudo comparativo, em Portugal quem é que nomeia o Conselho de Administração da RTP? É um conselho geral independente”, argumenta Cândido.

O sindicalista admitiu também ser este um dos entraves que têm estado a condicionar a independência e a imparcialidade do jornalismo no país.

Nesse sentido, Cândido alerta para a credibilização que a imprensa alternativa vai ganhando em detrimento da oficial, com destaque para as redes sociais.

“Os órgãos de comunicação públicos estão muitos descredibilizados. O Jornal de Angola chegou a ser menos valorizado em relação ao club-k. As pessoas tinham mais credibilidade nas informações que estes veiculavam mesmo não sendo um órgão de comunicação como tal. O actual ministro da comunicação social, apercebendo-se deste risco que correm os órgãos públicos, decidiu alterar a postura da imprensa”, referiu.

Teixeira Cândido é de opinião que sejam órgãos independentes a nomear os administradores como forma a evitar o controlo da actividade jornalística.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG