Links de Acesso

Silêncio total sobre o assassinato de Mahamudo Amurane

  • Adina Sualehe

Mahamudo Amurane

Viúva e administrador da residência oficial de Amurane terão prestado declarações às autoridades.

Duas semanas depois do assassinato do presidente Municipal de Nampula, Mahamudo Amurane, ainda pouco se sabe sobre os contornos do crime.

As autoridades ligadas à administração da justiça mantêm um silêncio total, mas há trabalhadores do município e familiares que estão a ser ouvidos pelas autoridades.

Uma fonte ligada ao Conselho Municipal da cidade de Nampula revelou à VOA que a viúva e o administrador da residência oficial de Amurane já prestaram declarações.

Há indicações de que alguns trabalhadores do município começaram a submeter cartas de rescisão dos contratos de trabalho alegando que não podem estar na instituição sob a governação de outra pessoa que não seja Amurane.

Abdulreimane Andarusse, vereador para a área de género e acção social no Conselho Municipal da cidade de Nampula, disse que, ao olhar para a experiência de vários crimes ocorridos no país,está menos confiante em relação ao trabalho das autoridades judiciais.

Contudo diz esperar que este caso seja o único a ser esclarecido e o mais cedo possível, devido ao contributo do conselho municipal no processo de investigações.

O porta-voz do comando provincial da polícia em Nampula, Zacarias Nacute, questionado sobre as investigações, referiu que ainda é muito prematuro avançar alguma informação e disse que a policia irá pronunciar-se no momento certo

Neste momento, a Cidade de Nampula é dirigida pelo presidente da Assembleia Municipal, Manuel Tocova.

O Conselho de Ministros adiou a divulgação da decisão sobre a realização ou não de eleições intercalares.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG