Links de Acesso

Rússia disse ter morto líder do Estado Islâmico

  • Redacção VOA

Abu Bakr al-Baghdadi

Ataque aconteceu a 28 de Maio em Raqqa, mas não há confirmação independente

O ministro da Defesa da Rússia afirmou nesta sexta-feira, 16, que um ataque aéreo russo pode ter morto o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi.

A informação avançada pelo ministro à agência russa Tass, não foi confirmada pela coligação liderada pelos Estados Unidos, que combate o Estado Islâmico.

O ataque terá acontecido a 28 de Maio em Raqqa, cidade no centro-norte da Síria que é o principal reduto do grupo terrorista no país, de acordo o ministro russo da Defesa Sergei Shoigu.

O alvo do bombardeamento era um encontro de líderes do Estado Islâmico.

"Informações que estão sendo confirmadas por diversos canais indicam que o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, que foi eliminado pelo ataque aéreo, também participava do encontro", informou o ministro.

Nascido Ibrahim al-Samarrai, al-Baghdadi é um iraquiano de 46 anos que rompeu com a Al Qaeda em 2013, dois anos após a captura e morte do líder do grupo, Osama bin Laden.

Ele cresceu numa família religiosa, estudou teologia islâmica em Bagdá e se uniu à insurgência salafista jihadista em 2003, o ano da invasão dos EUA ao Iraque.

Ele foi capturado pelos norte-americanos, que o soltaram cerca de um ano mais tarde por considerá-lo então um civil, não um alvo militar.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG