Links de Acesso

Putin defende conversações com Coreia do Norte

  • Redacção VOA

Putin manifestou sua posição em Pequim

Presidente russo disse que não se deve continuar a atacar Piongyang

O Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que o seu país opõe-se a que novos países adquiram armas nucleares, mas que o mundo deve falar com a Coreia do Norte em vez de ameaçá-la.

Ao intervir nesta segunda-feira, 15, em Pequim, Putin disse que os testes nucleares se Piongyang são inaceitáveis, mas que era necessária uma solução pacífica para aumentar as tensões na península coreana.

O líder russo não especificou que países ele tinha em mente, mas no passado criticou repetidamente os Estados Unidos por operações militares no Iraque, Líbia e Síria.

"Precisamos retornar ao diálogo com a Coreia do Norte, parar de assustá-la, e encontrar maneiras de resolver esses problemas pacificamente."

O Presidente russo afirmou que pensava que tal abordagem era possível por causa do que ele chamou de "experiência positiva" de conversas com Piongyang no passado.

A Coreia do Norte confirmou nesta segunda-feira o lançamento com sucesso de um novo tipo de míssil balístico de médio a longo alcance baptizado como Hwasong 12, capaz de levar uma ogiva nuclear "de grande tamanho", informou a agência estatal norte-coreana "KCNA".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG