Links de Acesso

Procuradora sul-africana adia para amanhã audiência de Manuel Chang


Manuel Chang, antigo ministro das Finanças de Moçambique, no tribunal na África do Sul, 8 de janeiro 2019

Advogados de Chang argumentaram que a sua detenção é ilegal.

A procuradora sul-africana, Elivera Dreyer adiou, para amanhã, a audiência do antigo ministro das Finanças, Manuel Chang que estava marcada para hoje, alegando necessitar de tempo para estudar detalhes do caso.

À entrada do tribunal Kempton Park, vários cidadãos moçambicanos exigiam a devolução do dinheiro público.

Procuradora sul-africana adia para amanhã audiência de Manuel Chang
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:15 0:00

Manuel Chang é acusado pela justiça norte-americana de crimes de branqueamento de capitais, fraude financeira e electrónica e pede a sua extradição para os Estados Unidos.

Defesa pede libertação de Chang

Manuel Chang, antigo ministro moçambicano no tribunal na África do Sul, 8 de janeiro 2019
Manuel Chang, antigo ministro moçambicano no tribunal na África do Sul, 8 de janeiro 2019

Entretanto, os advogados de Chang argumentaram, nesta terça-feira, 8, que sua detenção, na África do Sul, é ilegal e deveria ser solto.

O advogado Willie Vermeulen disse que a detenção de Chang é ilegal na medida em que resulta de de um mandado ineficaz e que nenhum pedido de extradição para os Estados Unidos havia sido recebido.

Chang foi detido a 29 de dezembro pela polícia sul-africana como parte de um caso que também pede a extradição de três antigos funcionários do Credit Suisse, uma dos bancos envolvidos nas dívidas ocultas de Moçambique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG