Links de Acesso

Presidente do Tribunal Supremo angolano demite-se


Rui Ferreira tem estado sob pressão com várias denúncias de corrupção

O juiz-presidente do Tribunal Supremo (TS) de Angola, Rui Ferreira, anunciou que vai entregar o seu pedido de dmissão ao Presidente João Lourenço.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 3, pelo próprio na sessão extraordinária e urgente do Plenário do TS , soube a VOA junto de duas fontes judiciais.

Presidente do Tribunal Supremo de Angola demite-se
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:59 0:00

O pedido surge depois de muita pressão e da denúncia de vários casos de corrupção contra Ferreira.

Activistas cívicos e de direitos humanos anunciaram há dois meses o envio de uma petição ao Conselho Superior da Magistratura Judicial a pedir a demissão do juiz.

Um dos que acusaram Rui Ferreira foi antigo proprietário da empresa Arosfran, Francisco Dias dos Santos “Kito dos Santos”, que, desde Junho, desenvolbe uma campanha para a destituição do presidente do TS por, supostamente, ter-se apropriado dos seus bens.

“O meu sentimento é de felicidade porque vou poder me confrontar com angolanos sem qualquer interferência”, disse "Kito dos Santos" em referência ao facto de agora Rui Ferreira não ter a imunidade como juiz no TS.

O jurista Agostinho Canando é de opinião que esta renúncia pode representar para a justiça angolana "o começo de uma nova era o próximo presidente vai primar unica e simplemente pela justiça” .

Até a nomeação de um novo juiz-presidente, lembra o jurista Manuel Pinheiro, o actual vice-presidente, Cristino Molares de Abril e Silva, assume o cargo interinamente.

Abril e Silva foi nomeado em 2013, para o cargo de vice-presidente do TS.

Rui Ferreira foi acusado de estar envolvido em actos de corrupção para benefício da sua família.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG