Links de Acesso

Polícia espanhola intensifica busca por suspeitos do ataque em Barcelona

  • Redacção VOA

A polícia espanhola estabeleceu postos de controle em muitas estradas do país na busca do condutor da camioneta que na semana passada atropelou mortalmente 13 e feriu mais de 100 outras numa das principais ruas de Barcelona.

A polícia identificou o condutor como sendo Younes Abouyaaquoub de 22 anos de idade e nacionalidade marroquina.

Para além de Abouyaaquoub a polícia procura também dois outros suspeitos, entre eles o Imam de uma mesquita, Abdealbaki Es Satty, que é suspeito de ter radicalizado os atacantes.

Quatro outros suspeitos foram detidos pela polícia.

Num outro ataque uma pessoa morreu e seis outras ficaram feridas na cidade de Cambrils. Os cinco suspeitos de envolvimento neste ataque foram mortos pela polícia

A polícia está a tentar investigar se alguns dos suspeitos que procuram morreram na Quarta-feira à noite numa explosão que destruiu uma casa em Alcanar que a polícia disse ter sido causada por botilhas de gás que iriam ser utilizada num ataque.

Vizinhos disseram ter vistos os veículos usados nos ataques em Barcelona e Cambrils na propriedade.

O rei Filipe IV de Espanha e o primeiro-ministro Mariano Rajoy participaram hoje numa missa em homenagem ás vitimas na Basílica da Sagrada Família em Barcelona.

O Papa João Paulo II enviou uma mensagem descrevendo ao taque como “um acto terrorista cruel” e uma “grave ofensa contra Deus”.

O Rei e a Rainha visitaram também os feridos em diversos hospitais e colocaram uma coroa de flores no local do ataque

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG