Links de Acesso

Parlamento britânico atrasa votação sobre Brexit


Boris Johnson diz que não vai pedir à UE novo adiamento

O parlamento britânico votou a favor de atrasar a votação sobre um novo acordo para a saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

Isso implica que ao abrigo de uma lei anteriormente aprovada o Primeiro Ministro britânico, Boris Johnson, tem agora que escrever aos lideres da União Europeia a pedir um adiamento da saída do país do bloco europeu para evitar uma saída sem qualquer acordo no próximo dia 31.

Mas Johnson disse que não vai negociar um novo acordo porque a lei não o obriga a isso, acrescentando que na carta aos dirigentes da União Europeia vai afirmar que mais um atraso seria mau para ao seu país, mau para a União Europeia e mau para a democracia.

A Comissão Europeia reagiu à votação afirmando que compete ao governo britânico informar o mais rapidamente possível sobre que passos tenciona agora dar.

A França reagiu entretanto ao voto do parlamento britânico afirmando que mais um atraso não serve os interesses de ninguém.

Numa declaração a presidência francesa disse que já foi negocido um acordo pelo que compete ao parlamento britânico dizer agora se o aprova ou não.

Ontem o presidente francês, Emanuel Macron, tinha afirmado não concordar em se dar novos prazo para novas negociações afirmando que o que se tem que negociar agora é a futura relação da Grã-Bretanha com a União Europeia.

Espera se agora que Boris Johnson apresente na próxima semana ao parlamento o acordo já negociado para uma votação.

O chefe do governo britânico disse anteriormente que caso o parlamento não aprove o acordo o país deixará a União Europeia sem um acordo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG