Links de Acesso

Oito "capacetes brancos" mortos na Síria


Resgate dos corcos dos voluntários "capacetes brancos"

Defesa civil não sabe se os bombarbeamentos foram do exército sírio ou das forças russas

A Defesa Civil Síria, que se dedica a trabalhos de resgate em áreas fora do controlo das autoridades no país, denunciou a morte de oito dos seus voluntários num ataque contra um dos seus centros na província central de Hama.

Os também chamados "capacetes brancos" disseram em comunicado nesta segunda-feira, 1, que seu centro de Kafr Zita, no norte de Hama, foi bombardeado no sábado, 29, por aviões que não se sabe se eram do Governo sírio ou russo.

O local foi atacado ao meio-dia com bombas sísmicas que destruíram o refúgio subterrâneo onde estava refugiada uma equipa de oito pessoas da Defesa Civil.

A nota denuncia que a região foi bombardeada durante horas após o ataque, o que impediu que as vítimas fossem resgatadas.

Ao menos 185 dos "capacetes brancos" morreram no país desde o início do conflito em março de 2011, afirma a organização

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG