Links de Acesso

Mulher é resgatada 50 horas após desabamento de prédio na China


Imagem de arquivo: Bandeira da China

Uma mulher foi resgatada no domingo, 1 de Maio, dos escombros de um prédio no centro da China mais de 50 horas depois de desmoronar, deixando dezenas de pessoas presas ou desaparecidas, disse a media estatal.

A emissora estatal CCTV mostrou um vídeo de equipas de resgate trazendo a mulher numa maca por volta das 16h30. Alguns podiam ser ouvidos gritando palavras de encorajamento durante a operação. Ela foi levada para um hospital e está em condição estável, disse a CCTV.

Ela foi a sexta pessoa resgatada do prédio, que desabou na tarde de sexta-feira na cidade do interior de Changsha, capital da província de Hunan. Cerca de 20 outras pessoas permaneceram presas e outras 39 não haviam sido identificadas até ao final do sábado.

A polícia prendeu nove pessoas, incluindo o proprietário do prédio, por suspeita de causar um acidente de grande responsabilidade, disse a agência de notícias oficial Xinhua.

China à conquista dos recursos naturais mundiais
please wait

No media source currently available

0:00 0:05:21 0:00

Além do proprietário, a polícia disse que prendeu três pessoas responsáveis pelo projecto e construção e cinco outras por suspeita de ter feito uma falsa avaliação de segurança para uma casa de hóspedes do quarto ao sexto andar do prédio.

A polícia disse que a Hunan Xiangda Engineering Testing Co. emitiu o falso relatório de segurança em 13 de Abril. Entre os presos estavam o representante legal da empresa e quatro técnicos suspeitos de fornecer a avaliação.

Nas fotos, o prédio parecia ter caído até ao segundo andar, deixando escombros espalhados pela calçada. O edifício estava localizado numa fileira de prédios com cerca de seis andares de altura.

A Xinhua disse que o prédio tinha oito andares, incluindo um restaurante no segundo andar, um café no terceiro andar e residências nos dois andares superiores. Outros relatos da media disseram que era um prédio de seis andares. Os inquilinos fizeram modificações estruturais no prédio, mas a causa do colapso continua sob investigação, disse a Xinhua.

Após um aumento no número de colapsos de edifícios autoconstruídos nos últimos anos, o Presidente chinês Xi Jinping disse no sábado que era necessário verificar tais estruturas em busca de perigos ocultos e consertá-las para evitar grandes acidentes, disse a Xinhua.

A falta de adesão aos padrões de segurança, incluindo a adição ilegal de andares extras e a falta de uso de barras de ferro de reforço, é frequentemente a causa desses desastres.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG