Links de Acesso

Moçambique: Oito pessoas acusadas pelo assassinato de observador eleitoral


Anastácio Matavel, assassinado em Gaza

A procuradoria geral de Moçambique anunciou que oito pessoas foram formalmente acusadas de envolvimento no assassinato do observador eleitoral Anastácio Matavel na província de Gaza.

Não foram revelados os nomes dos acusados mas tudo indica que a maior parte são agentes da polícia.

A procuradoria disse que as oito pessoas são acusados dos crimes de homicídio qualificados, dano culposo e falsificação praticada por servidor públicno no exercício das suas funções.

Na semana passada o comando geral da polícia de Moçambique tinha anunciado que o comandante do Grupo de Operações Especiais da polícia na província de Gaza, Tudelo Guirrugo tinha sido detido no âmbito das investigações.

Anastácio Matavel, editor executivo do Fórum de Organizações Não-Governamentais de Gaza (Fonga) e representante da Sala da Paz, uma plataforma de observação eleitoral, foi morto a tiro alegadamente por um grupo de quatro polícias do Grupo de Operações Especiais (GOE) e um civil, quando saía de uma reunião de formação de observadores eleitorais, na cidade de Xai-Xai.

Dois dos agentes da polícia alegadamente envolvidos no crime morreram, quando a viatura em que seguiam capotou e outros dois foram detidos no local, após ficarem feridos no acidente.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG