Links de Acesso

Mbanza Congo é Património Mundial

  • Redacção VOA

Mbanza Congo

Primeiro local angolano a entrar na lista da Unesco

O centro histórico da cidade de Mbanza Congo, no norte de Angola, integra a lista dos considerados de Património da Humanidade.

O título foi atribuído por unanimidade pela Comissão de Património Mundial da Unesco no sábado, 8, reunida em Varsóvia, Polónia.

É o primeiro local angolano a obter tal estatuto e a candidatura foi apresentada pouco após o lançamento, em 2007, do projecto "Mbanza Congo, cidade a desenterrar para preservar".

Desde a fundação do reino do Kongo no século XIII, a cidade de Mbanza Congo foi a sua capital, o centro político, económico, social e cultural, sede do rei e a sua corte, e como tal o centro das decisões.

O reino encontrava-se perfeitamente organizado aquando da chegada dos portugueses, no século XV.

Mbanza Congo foi, no século XVII, a maior vila da Costa Ocidental da África Central, com uma densidade populacional de 44 mil habitantes.

Com o seu declínio, a cidade que se encontrava no centro do reino em plena “idade de ouro”, transformou-se numa vila mística e espiritual do grupo etnolinguístico kikongo.

Com uma superfície de 7 mil e 651 quilómetros quadrados, Mbanza Congo é limitado a norte com o município do Kuimba e pela República Democrática do Congo, a sul e a este com a província do Uíge e a oeste com os municípios do Tomboco e Nóqui.

Dados do censo de 2014 indicam que actualmente possui uma população de 155.174 habitantes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG