Links de Acesso

Manifestações anti-americanas em redor do mundo


Decisão de reconhecer Jerusalém como capital de Israel causa protestos e violência

Em várias zonas do mundo registou-se hoje uma segunda onda de protestos contra a decisão do presidente americano Donald Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

Forças de segurança libanesas usaram canhões de água para impedir manifestantes libaneses e palestinianos de avançarem sobre a embaixada americana.

Na Indonésia, o país da maior população muçulmana do mundo, milhares de manifestantes concentraram-se em frente á embaixada americana em Jakarta, registando-se também manifestações na Jordânia, Turquia, Paquistão, Malásia, Egipto e nos territórios palestinianos.

Na Suécia a polícia prendeu três pessoas na cidade de Gotemburgo apos um ataque com uma bomba incendiária contra uma sinagoga.

Em Jerusalém um guarda foi gravemente ferido quando foi esfaqueado por um palestiniano.

A Liga Árabe descreveu a decisão do presidente americano como um desenvolvimento perigoso que coloca os Estados Unidos numa posição que favorece a violação de leis internacionais e resoluções.

A declaração disse que isso retira aos Estados Unidos o seu papel de patrocinador e mediador do processo de paz no medio oriente.

O presidente da Liga Árabe apelou aos países do mundo para recohecerem um estado palestiniano com Jerusalém como a sua capital

Arabe

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG