Links de Acesso

Malásia: Novo primeiro-ministro afasta procurador-geral suspeito de corrupção


Mohamed Apandi Ali afastado

As autoridades dos EUA dizem que foram roubados 4,5 mil milhões de dólares do fundo de investimento.

O recém-eleito primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad, deu férias ao procurador-geral do país, enquanto se prepara para reabrir uma investigação de corrupção envolvendo o fundo de investimento estatal 1MDB.

Mahathir anunciou, na segunda-feira, que o procurador-geral Apandi Ali será substituído pelo solicitador-geral do país.

Em 2016, Apandi inocentou o primeiro-ministro deposto Najib Razak de qualquer irregularidade no escândalo.

As autoridades dos EUA dizem que as autoridades do 1MDB roubaram 4,5 mil milhões de dólares do fundo, e parte desse valor foi descoberto numa conta bancária pessoal de Najib.

Najib, que presidiu o conselho consultivo do 1MDB, negou qualquer irregularidade.

O chefe da Comissão Anti-Corrupção da Malásia, Dzulkifli Ahmad, também foi afastado por Mahathir. Ele fora nomeado por Najib em 2016.

O primeiro-ministro Mahathir também proibiu Najib e sua esposa de deixarem a Malásia, após uma fuga de informação ter dado indicação de que os dois tinham programada uma viagem para Jacarta em jacto privado.

Enquanto isso, o ex-director de inteligência e investigação na Comissão de Combate à Corrupção da Malásia apresentou uma queixa formal, nesta segunda-feira, acusando Najib de bloquear a investigação do escândalo 1MDB.

O escândalo 1MDB contribuiu para o eleitorado votar na Aliança Esperança de Mahatir, afastando a coligação Barisan liderada por Najib, que governo o país durante 61 anos.

Mahatir, 92 anos, é o líder mundial mais velho.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG