Links de Acesso

Líbia: Naufrágio mata 25 imigrantes no litoral


Imigrantes na costa da Líbia. Foto de arquivo.

A Organização Internacional para as Migrações concluiu que, desde o ano 2000, o mar Mediterrâneo é “de longe a fronteira mais mortífera do mundo”.

Um naufrágio, na costa da Líbia, resultou, hoje, na morte de, pelo menos, 25 imigrantes, e os sobreviventes foram evacuados para um porto de Trípoli, informaram autoridades da Guarda Costeira daquele país.

A Líbia é o principal porto de partida da maioria dos imigrantes africanos que tentam seguir para a Europa viajando em condições precárias. Muitas vezes as suas embarcações ficam destruídas ou afundam.

A Reuters reporta que a maioria dos imigrantes é recolhida por embarcações internacionais e conduzida à Itália, onde mais de 115 mil chegaram até este momento, embora um número crescente deles esteja sendo interceptado pela Guarda Costeira líbia, que tem apoio europeu, e devolvido para a Líbia.

Há indicações de as travessias terem reduzido desde julho, mas esta semana testemunhou uma nova leva de partidas.

Cerca de três mil imigrantes morreram ou desapareceram depois de tentarem cruzar para a Europa pelo mar este ano, a maioria deles entre a Líbia e a Itália, o que levou, esta semana, a Organização Internacional para as Migrações a concluir que, desde o ano 2000, o mar Mediterrâneo é “de longe a fronteira mais mortífera do mundo”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG