Links de Acesso

Julgamento da "burla tailandesa" adiado por falta de tradutor


O julgamento do caso da chamada “burla tailandesa” foi adiado devido á falta de um tradutor de tailandês.

O recomeço foi agora marcado para o próximo dia 26 data em que já deverá estar no país um tradutor de tailandês vindo da África do Sul.

Foram ouvidos até ao momento todos os réus, faltando apenas, um, de nacionalidade tailandesa que não fala nenhuma outra língua senão a de Tailândia.

Para Carlos Salumbongo, advogado de Celeste de Brito António e dos tailandeses é importante que haja uma tradução fiel para as declarações do réu que falta a ser ouvido.

Após serem ouvidos todos os réus o tribunal vai ouvir 38 declarantes, arrolado no processo.

Os réus são acusados pela prática dos crimes “associação criminosa , fabrico e falsificação de títulos de crédito, falsificação de documentos e uso de documento falso e ainda por burla por defraudação na forma frustrada, promoção e auxílio à imigração ilegal e tráfico de influência”.

A instância judicial ordenou, entretanto, a aplicação da medida de coacção de prisão domiciliária ao ex-director da Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) e, há até bem pouco tempo, o membro do Bureau Político do MPLA, Ernesto Manuel Norberto Garcia e ao general José Arsénio Manuel que, tal como general Nunda, se encontravam em liberdade pelo facto de gozarem de fórum privilegiado.

Os dois cidadãos angolanos são acusados de prática dos crimes associação criminosa, fabrico e falsificação de títulos de crédito, falsificação de documentos e uso de documento falso e ainda por burla por defraudação na forma frustrada, promoção e auxílio à imigração ilegal e tráfico de influência”.

Outros cidadãos acusados nos mesmos crimes são Celeste de Brito António e Cristian Albano de Lemos (angolanos) e ainda Raveeroj Ritchchoteanan, Monthita Pribwai, Manin Wantchanon, Theera Buapeng, ( de nacionalidade Tailândesa) e Andre Louis Roy, do Canadá e Million Isaac Haile da Eritreia . Todos eles já se encontravam sob prisão preventiva.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG