Links de Acesso

VOA Direct Packages

Jovem poeta moçambicano trabalha para lançar seu primeiro livro


Lavimó da Verónica, poeta e estudante universitário

Lavimó da Verónica está prestes a tornar-se um engenheiro civil em Maputo. Só falta defender o Trabalho de Conclusão de Curso na Universidade Eduardo Mondlane. Quando não está se dedicando aos estudos, ele escreve principalmente sobre o amor. Admira a poetisa portuguesa Florbela Espanca, a romancista moçambicana Paulina Chiziane e o dramaturgo inglês William Shakespeare.

Em entrevista à Voz da América, o jovem falou sobre o seu amor pela arte, imaginação e cultura. Para Lavimó, escrever sobre o amor é como se fosse um desabafo.

Futuro engenheiro civil sonha em publicar poemas e romances
please wait

No media source currently available

0:00 0:12:50 0:00

Ele escreveu tantos poemas que já perdeu a conta, mas tem três romances que estão prontos, e um deles pode ser publicado ainda este ano.

Lavimó tem uma página no Facebook chamada Poema & Seriados. O trabalho publicado mais recentemente é Doces Enganos.

Tentei desamar-te para nunca te lembrar
Tentei esquecer-te para nunca te amar
Mas os teus toques ainda vivem em mim
Daí me lembro que não é tão fácil assim

Tentei rasgar todas as nossas lembranças
As loucuras que fizemos como crianças
Quando sempre tu dizias que me amavas
E só para me agradares tu até juravas

Tentei esquecer-me do teu cheiro, de tudo
Das lindas promessas que me fizestes
Só para tu me teres nos teus braços

Mas, mesmo com os teus enganos
Tu fizeste-me eu te amar doentiamente
Pois, eu nunca deixei de te amar...

O poeta também tem um blog poemaseseriados.blogspot.com . A última publicação traz um capítulo do romance "Uma Casa Chamada Self".

Em 2015, Lavimó recebeu o seu primeiro prémio de literatura no Festival Cultural da Universidade Mondlane. O reconhecimento foi muito importante para o jovem escritor.

"Eu passei a acreditar muito mais em mim mesmo".

Lavimó da Verónica, poeta e estudante universitário
Lavimó da Verónica, poeta e estudante universitário

Lavimó é um jovem cheio de sonhos e ambições. Ele também deseja tornar-se um actor, por isso sempre transforma tudo que escreve em roteiros para que possa usar no teatro ou em um filme.

No ano passado ele tentou criar um grupo teatral para interpretar uma peça de sua autoria sobre a guerra que está a acontecer em Cabo Delgado, norte de Moçambique. No entanto, a iniciativa fracassou devido à falta de patrocínio e de um local para a apresentação da peça.

Coletânia
Coletânia

Lavimó não se abala com fracassos. Ele corre atrás dos seus sonhos. Aproveitando que o Dia dos Namorados já está a se aproximar criou a coletânia "Poemas e Cartas Ridículas de Amor" para quem quer surpreender a pessoa amada com um livro que tenha um poema ou uma carta escrita pelo parceiro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG