Links de Acesso

João Lourenço rejeita pressões brasileiras no conflito na Igreja Universal do Reino de Deus


Igreja da IURD em Luanda Sul (Foto IURD)

Presidente angolano não aceitou proposta de vice-presidente brasileiro para que deputados sejam recebidos para tratar o assunto

O Presidente angolano João Lourenço rejeitou pressões do Governo brasileiro para intervir no caso da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) que levou à expulsão de Angola de dezenas de missionários brasileiros daquela instituição religiosa, disse o jornal brasileiro Folha de São Paulo.

João Lourenço recusa pressões brasileiras sobre o IURD – 1:45
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:45 0:00

Durante a sua estada em Luanda, na semana passada para participar na Cimeira da CPLP, o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, aproveitou a visita para tentar interceder a favor da Igreja Universal, que enfrenta uma crise no país desde o ano passado.

Em reunião com Lourenço, Mourão pediu que o Parlamento angolano recebesse uma comitiva de deputados brasileiros para negociar uma trégua na crise dentro da IURD.

Mourão foi o escolhido pelo Presidente Jair Bolsonaro para tentar solucionar o problema da igreja que já teve mais de 1.200 membros brasileiros expulsos de Angola.

Segundo interlocutores, além de pedir a visita de parlamentares, o vice-presidente pediu a Lourenço que garantisse um tratamento justo à igreja nos processos judiciais que correm em Angola.

Mas Lourenço não reagiu positivamente a nenhum dos pedidos.

De acordo com informações veiculadas no Brasil, o Presidente angolano acreditou não ser adequado parlamentares brasileiros serem recebidos em Angola sem ao menos um convite da Assembleia Nacional.

No mês passado, parlamentares brasileiros ligados à IURD disseram publicametne que iriam usar a sua influência para suspender acordos comerciais com Angola.

Deputados ligados àquela denominação prometeram aprovar projetos de lei que pusessem fim às alianças com o Governo brasileiro.

Essas ameaças teriam irritado o Governo angolano, o que fez o presidente manter uma postura de fechar as portas a negociações.

A VOA tentou contacto com a comitiva dos parlamentares brasileiros, mas ainda não teve qualquer resposta.

  • 16x9 Image

    Edgar Maciel

    Edgar Maciel é jornalista multimédia desde 2011, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no Brasil. Nos últimos anos, acumulou experiências em importantes rádios, canais de TV e portais de Internet brasileiros.

    Baseado em São Paulo, actualmente é coordenador multimédia da revista Veja e correspondente da Voz da América. Como principais temas, cobre política, sociedade e cultura brasileira.

     

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG