Links de Acesso

Grupo Talibã coloca Cabul às escuras


Residentes de Cabul recorrem a geradores de diesel.

Outras cinco províncias na mesma situação, após o grupo ter destruído uma torre de energia. A sabotagem de hoje coincide com um encontro, na capital do Uzbequistão, Tashkent, para a pacificação do Afeganistão.

O grupo Talibã destruiu, hoje, 26, uma grande torre de electricidade no norte do Afeganistão, interrompendo o fornecimento de energia importada na capital Cabul e noutras cinco províncias.

A acção subversiva do movimento insurgente teve lugar antes do amanhecer, na província de Baghlan, colocando uma vasta área na escuridão, incluindo grande parte da capital afegã.

Moradores, empresas e escritórios em Cabul, uma cidade de cerca de cinco milhões de habitantes, enfrentaram cortes frequentes de energia nesta segunda-feira, 26, e usaram geradores privados para serviços essenciais.

O governador da província, Abdul Hai Naimati, disse à VOA que uma equipa de técnicos estava no local a reparar os danos.

Funcionários da empresa estatal de electricidade confirmaram que, além de Cabul, as províncias afectadas são Parwan, Maidan Wardak, Ghazni e Ningarhar.

O Afeganistão importa cerca de 300 megawatts de eletricidade para estas províncias dos estados vizinhos Tajiquistão e Uzbequistão, na Ásia Central.

Talibã advertiu sobre a sabotagem

O grupo Talibã havia advertido, semana passada, sobre a sabotagem de transporte de energia se a distribuição não fosse restabelecida nas zonas de Baghlan, sob seu controlo.

Este grupo controla ou contesta 45 por cento do território afegão, segundo a última avaliação do exército dos Estados Unidos.

A sabotagem de hoje coincide com um encontro, na capital do Uzbequistão, Tashkent, para a pacificação do Afeganistão.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, irá discursar nesse encontro.

O grupo Talibã ignora a oferta incondicional de conversações de paz feita por Ghani, mês passado, num encontro em Cabul.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG