Links de Acesso

General Nhongo reitera que Ossufo Mamade não tem legitimidade para liderar a Renamo


Guerrilheiros da Renamo contra Ossufo Momade

A autoproclamada Junta Militar da Renamo realiza no próximo sábado, 17, na Gorongosa, a sua conferência nacional para eleger o seu presidente, reiterando que o actual líder do Partido, Ossufo Momade, não tem qualquer legitimidade para falar em nome da Renamo.

O tenente-general Mariano Nhongo, num exclusivo à VOA, disse que os delegados à conferência, maioritariamente comandantes provinciais da ala militar da Renamo, começaram a chegar a Gorongosa esta segunda-feira, 12.

General Nhongo reitera que Ossufo Mamade não tem legitimidade para liderar a Renamo
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:01 0:00

Ele afirmou ainda terem sido convidados à conferência representantes de partidos políticos, sociedade civil, igrejas e da comunidade internacional, "interessados em apoiar o nosso projecto de reorganizar a Renamo".

Nhongo descreveu como "muito grave a situação que se vive no seio da Renamo", resultante, fundamentalmente, do facto de, "praticamente todos os oficiais militares do tempo da liderança de Afonso Dhlakama terem sido excluídos do processo de desmobilização", acordado entre o Governo e a Renamo, no âmbito do diálogo de paz.

"Praticamente todos os oficiais do tempo do Presidente Dhlakama encontram-se detidos; é por isso que vamos realizar a nossa conferência para escolhermos o novo presidente, porque com Ossufo Momade, temos muitos problemas", realçou Mariano Nhongo.

Na semana passada, a Renamo, tal como reportou o jornal “O País”, de Maputo, disse que havia iniciado conversações o grupo de Nhongo para ultrapassar as diferenças.

Ainda ligado ao desentendimento no seio da Renamo, o líder do Partido Independente de Moçambique, Yaqub Sibindy, disse à VOA que tem estado a trabalhar as chancelarias em dos países que integram o chamado Grupo de Contacto, no sentido de olharem para a questão da junta Militar.

O Grupo de Contacto que presta assistência ao processo negocial entre o Governo e a Renamo, que na semana passada assinaram mais um acordo de paz.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG