Links de Acesso

Eleições no Quénia: Kenyatta tenta recandidatura, Odinga corre pela quarta vez


Eleitores na fila para votar em Gatundu, condado de Kiambu, Quénia, Ago. 8, 2017.

Os quenianos elegem, neste 8 de Agosto de 2017, o Presidente do país, em torno de uma campanha eleitoral turbulenta numa nação vital economicamente para a região nordeste do continente.

Os eleitores começaram a alinhar-se ainda de madrugada, para descarregar o seu voto. Muitos dizem ter esperado três horas e meia para fazê-lo.

As eleições deste ano, são as segundas consecutivas entre o actual Presidente, Uhuru Kenyatta, de 55 anos, e o seu rival de longa data, Raila Odinga, de 72 anos, que corre à Presidência pela quarta vez.

Kenyatta tem o apoio da etnia maioritária no país, os Kikuyu, Odinga por sua vez é o favorito do povo Luo.

A campanha ficou marcada por acusações de fraude eleitoral, feitas por Odinga contra o Presidente, e também pelo assassinato de uma alta autoridade eleitoral. O clima de tensão levantou preocupações de que se possa voltar à crise de 2007, quando mais de mil e cem pessoas morreram e 600 mil fugiram, como resultado de uma onda de violência étnica.

Nesse sentido, o antigo Presidente americano, Barack Obama, cujo pai nasceu no Quénia, deixou uma mensagem ao povo queniano, apelando à tranquilidade e a um processo pacífico e pedindo a todos os quenianos que rejeitem a violência e o seu incitamento”.

Milhares de observadores eleitorais estão em todo o país, incluindo o antigo Secretário de Estado da Administração Obama, John Kerry.

As mesas de voto fecham às 5 tarde, hora local. Os resultados deverão sair na Sexta-feira, 11 de Agosto.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG