Links de Acesso

Governo e ACNUR divergem sobre número de refugiados em Angola


Executivo fala em 49 mil, mas ACNUR aponta para 70 mil

Angola tem entre 59 mil e 70 mil refugiados mas não há um número coincidente.

Enquanto as autoridades angolanas dizem que 59 mil refugiados vivem no país, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) apontam para 70 mil

O director-geral adjuntos dos Serviços de Migração e Estrangeiros João Machado disse que, de momento, há 30 mil estrangeiros que solicitaram asilo no país e outros 19 mil com o estatuto confirmado.

Divulgado número de refugiados em Angola - 2:06
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:06 0:00

Machado falava à margem de uma conferência organizada pela Universidade Católica sobre o direito de asilo e os pactos globais de migração, tendo acrescentando que “a situação está controlada porque recentemente foi aprovado o regulamento do Conselho Nacional do Refugiado que vai tratar dos assuntos dos que pedem asilo e refugiados".

João Machado disse que as autoridades desconhecem o número de imigrantes ilegais no país que ele descreveu como uma “invasão silenciosa”.

Contudo, adiantou que o Executivo está "a trabalhar em função das orientações do Presidente da Republica para reforçar o controlo migratório em todos os postos fronteiriços do país".

Na mesma ocasião, Wellington Carneiro do ACNUR disse que o número de refugiados e requerentes ascende a 70 mil, acrescentando que a recente decisão das autoridades angolanas de criarem o Conselho Nacional de Refugiados trará “dias melhores”.

Para Carneiro, a medida vai permitir que, a partir do próximo ano, exista um sistema “permanente, sustentável e justo para lidar com os refugiados em Angola”

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG