Links de Acesso

Igreja Católica procura fundos para refugiados congoleses em Angola


Refugiados da RDC em Lunda Norte

Delegação do Serviço Jesuíta aos Refugiados vai a Europa à procura de apoios

O Serviço Jesuíta aos Refugiados lançou nesta quarta-feira, 9, um novo apelo para mais fundos destinados à assistência aos refugiados em Angola e, em particular, as vítimas do conflito armado na República Democrática do Congo (RDC).

Organização católica pede ajuda para refugiados em Angola - 1:41
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:41 0:00

Em declarações à VOA, o director da organização internacional da Igreja Católica, Padre Celestino Epalanga, disse que as reservas estão a chegar ao fim e que o Governo de Angola também não dispõe de muitos recursos na actual fase de crise económica.

Aquele responsável anunciou que nos próximos dias deverá partir para a Europa uma delegação da associação a fim de pedir mais ajudas para os refugiados, particularmente os que se encontram na província angolana da Lunda Norte.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Serviço de Migração e Estrangeiros de Angola anunciaram recentemente que cerca de 11 mil refugiados congoleses encontram-se fora do Centro de Assentamento do Lóvua, na Lunda Norte, estando em curso um programa que se destina a sua localização para melhor assistência.

O ACNUR diz ter na sua base de dados perto de 24.432 refugiados no Centro de Assentamento do Lóvua, além dos 11 mil que se encontram dentro de comunidades locais.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG