Links de Acesso

Dívidas Ocultas: Jean Boustani tenta novamente caução em Nova Iorque


Jean Boustani, Libanês acusado de fraude e lavagem de dinheiro

O libanês Jean Boustani, alegado co-conspirador de Manuel Chang, no caso das “dívidas ocultas” de Moçambique, voltou, esta terça-feira, 5, ao tribunal em Nova Iorque, para mais uma tentativa de liberdade sob caução.

Após a última audição, na qual o juiz do caso, William F. Kuntz, II, negou conceder liberdade sob caução, os advogados do trabalhador da empresa naval Prinvivest, de Abu Dhabi, prometeram recorrer.

O tribunal justificou a recusa de liberdade condicional afirmando que há um elevado risco de fuga de Boustani.

Jean Boustani, 40 anos de idade, conforme a acusação americana, terá beneficiado de 15 milhōes de dólares no esquema de gestão danosa de dois mil milhões de dólares das “dívidas ocultas”, cujas garantias, entre outros, foram assinadas por Manuel Chang, na altura ministro das Finanças do governo de Armando Guebuza.

Ele pode ser condenado a um total de 55 anos de prisão.

Na 5ª feira, dia 7, em Kempton Park, Manuel Chang volta a tribunal para saber ser será extraditado para os Estados Unidos ou Moçambique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG