Links de Acesso

COVID-19: Novos casos da variante Omicron na Holanda e Austrália


Aeroporto de Joanesburgo, OR Tambo. 27 de Novembro 2021

Mais proibições de viagens em todo o mundo

Autoridades de saúde holandesas disseram no domingo, 28, que 13 pessoas que chegaram recentemente à Holanda em vôos da África do Sul testaram positivo para a nova variante do coronavírus, omicron.

Os passageiros faziam parte de um grupo de 61 com teste positivo para coronavírus após a sua chegada em Amsterdão, na sexta-feira.

O anúncio foi feito logo depois que a Austrália disse que dois casos da variante foram descobertos em passageiros que chegaram recentemente a Sydney.

Omicron é a quinta variante designada pela Organização Mundial de Saúde. Foi detectada pela primeira vez nas últimas semanas por cientistas na África do Sul, que viu um aumento exponencial nos casos de COVID-19.

Angola adopta restrições

O ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República de Angola, Francisco Pereira Furtado, anunciou em conferência de imprensa a suspensão dos vôos para a África do Sul, Namíbia, Botswana, Lesoto, Zimbabwe, Eswatini e Tanzânia, justificando que o objectivo é evitar a circulação da variante omicron em Angola.

Existem cerca de 30 mutações na proteína do vírus, e os cientistas temem que algumas delas possam tornar o vírus mais fácil de transmitir. Mas os cientistas ainda não sabem se a omicron é de facto mais transmissível ou perigosa.

Casos da variante também foram descobertos em Israel, Hong Kong e vários países europeus.

A preocupação com a variante levou muitos países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Brasil e países da União Europeia, a restringir ou proibir viagens de países da África Austral.

O governo da África do Sul classificou as restrições de viagens de "apressadas" e levantou preocupações sobre o impacto nos negócios.

O principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, Dr. Anthony Fauci, disse que não ficaria surpreso se a variante omicron já estivesse nos Estados Unidos também.

Na África do Sul, onde a variante omicron foi detectada, cerca de 35% da população adulta é vacinada. Os números são ainda mais baixos em grande parte do continente africano.

Especialistas em saúde alertaram que a desigualdade da vacina criaria um terreno fértil para mutações de vírus.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG