Links de Acesso

Corrupção ganha contornos alarmantes em Moçambique


Analistas defendem medidas mais duras.

A detenção de representantes de instituições eleitas democraticamente, incluindo assembleias municipais, acusados de crimes de corrupção, mostra que este flagelo tende a ganhar outros contornos, dizem analistas.

Corrupção ganha contornos alarmantes em Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:16 0:00

Na sexta-feira, 13, foi detido o Presidente da Assembleia Municipal de Sussundenga, na província central de Manica, Jacob Muiambo, acusado de desvio de cerca de dois milhões de meticais.

A Procuradoria Distrital de Sussundenga ordenou a detenção de Muiambo "por se ter confirmado o seu envolvimento no desvio do dinheiro e para evitar que, em liberdade, ele perturbasse as investigações".

Em 2016, havia sido detido o edil de Lichinga, na província nortenha do Niassa, Saíde Amido, igualmente acusado de crime de corrupção.

Em 2015, o antigo edil do Chókwè, na província de Gaza, Jorge Macuácua, havia sido condenado a dois anos de prisão, acusado de utilização indevida de fundos públicos.

Presentemente, está em curso uma investigação sobre alegada má utilização de fundos públicas, pelo antigo Presidente do Município da Manhiça, província de Maputo, Alberto Chicuamba, o que significa o incremento de actos de corrupção envolvendo representantes de instituições eleitas democraticamente.

"Não há progressos significativos no combate à corrupção em Moçambique"
Baltazar Fael, investigador

​O discurso oficial é que o trabalho das entidades responsáveis pelo combate à corrupção está a resultar na diminuição deste flagelo, mas analistas dizem que o mesmo "está a ganhar outros contornos".

"Não há progressos significativos no combate à corrupção em Moçambique", destacou Baltazar Fael, investigador do Centro de Integridade Pública-CIP.

Alguns analistas defendem o endurecimento das medidas punitivas contra a corrupção, mas para o analista Amorim Bila, "é preciso revermos uma série de coisas sobretudo no que diz respeito aos mecanismos de monitoria dos actos administrativos dos dirigentes".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG