Links de Acesso

Conselho de Segurança da ONU preocupado com a Guiné-Bissau


Bissau vive momentos de instabilidade.

Todos os líderes políticos do país deverão respeitar o Acordo de Conacri, alerta.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas manifestou, segunda-feira, 24, a sua preocupação com a situação na Guiné-Bissau.

A ONU NEWS reporta que o órgão pediu a todos os líderes políticos do país para respeitarem o Acordo de Conacri e acções da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental para ajudar a encontrar uma saída para a crise política.

Em declaração presidencial, o Conselho de Segurança saudou os recentes avanços políticos nalguns países da África Ocidental, mas expressou preocupação com a ameaça do terrorismo na região.

O órgão condenou de forma veemente todos os ataques terroristas realizados na região, especialmente no norte e centro do Mali e da Bacia do Lago Chade, pelos grupos terroristas Boko Haram e Estado Islâmico do Iraque.

Face ao cenário, o Conselho encorajou os Estados-membros e parceiros multilaterais a darem apoio à Força Conjunta Multinacional para "garantir a sua plena operacionalização" e aumentar as acções colectivas para combater o Boko Haram.

Através do Escritório da ONU na África Ocidental e Sahel, o órgão ressaltou o seu compromisso de trabalhar para fortalecer a cooperação para combater ameaças de seguranças entre fronteiras e impedir a propagação do terrorismo.

E pediu à comunidade internacional que "apoie imediatamente o fornecimento" de assistência urgente às pessoas mais afectadas pela crise nos Camarões, no Chade, no Níger e na Nigéria, incluindo com o pleno financiamento do apelo da ONU para a região.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG