Links de Acesso

Congresso do MDM: Lutero Simango eleito presidente do partido na "escola da democracia"


Lutero Simango, novo presidente do MDM, Moçambique

Irmão do fundador e primeiro presidente do partido, Daviz Simango, obteve 87.9 por cento dos votos contra 9,9 por cento de Silvério Ronguane

O até agora chefe da bancada parlamentar do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) foi eleito presidente da terceira maior força política do país ao vencer na corrida o deputado Silvério Ronguane, após a desistência José Domingos, actual secretário-geral.

“Lutero Simango obteve 452 votos (87,9%), seguido de Silvério Ronguane com 51 votos (9.9%)”, anunciou a Comissão Eleitoral do congresso no início da manhã deste domingo, 5, após a votação ter decorrido durante a madrugada, num processo que teve nove votos nulos e dois em brancos.

“Agradeço a confiança que foi depositada na nossa pessoa, não na minha pessoa, na nossa pessoa”, frisou Lutero Simango ao tomar a palavra após o anúncio dos resultados, em alusão ao facto da sua candidatura ter sido proposta pelas bases do partido.

O irmão do fundador e líder do MDM até a morte em Fevereiro, Daviz Simango, acrescentou que a sua eleição é prova de que é possível “devolver a democracia dentro dos partidos políticos”.

E reforçou: “Somos uma escola da democracia, somos os promotores da inclusão em Moçambique” e “quebramos a bipolarização em Moçambique”, disse Lutero Simango.

O novo timoneiro do MDM enfatizou que é primeiro partido "que desenvolveu uma campanha interna para a presidência, com muita abertura e uma transparência total”.

Silvério Ronguane, ao reconhecer a derrota, prometeu que vai ser uma melhor oposição interna do partido para o seu crescimento.

O Congresso do MDM encerra neste domingo na Beira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG