Links de Acesso

Confronto com militantes extremistas deixa 15 mortos no Sri Lanka


No dia 26 de Abril a polícia do Sri Lanka mostrou material para fazer bombas descoberto no esconderijo dos militantes suspeitos do ataque do DOmingo de Páscoa

Um tiroteio entre forças de segurança e supostos militantes islâmicos na costa leste do Sri Lanka deixou pelo menos 15 mortos, incluindo seis crianças, disse neste sábado, 27 de Abril, um porta-voz militar, seis dias após homens-bomba terem morto mais de 250 pessoas na ilha.

O tiroteio ocorreu na sexta-feira, dia 26, numa casa fortificada em Sainthamaruthu, no distrito de Ampara, ao sul da cidade de Batticaloa, local de uma das explosões no domingo de Páscoa. O Estado Islâmico reivindicou a autoria dos atentados.

O governo disse que os ataques às três igrejas e quatro hotéis, a maioria na capital, Colombo, foram realizados por cidadãos nacionais de boa educação, oito dos quais já foram identificados.

Estado Islâmico reivindica ataque no Sri Lanka - diz ser resposta à Nova Zelandia
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:04 0:00

Um porta-voz da polícia afirmou que três suspeitos de terem participação nas explosões estão entre os mortos na acção de sexta.

Autoridades alertaram que podem ocorrer mais ataques contra centros religiosos do país. As explosões da Páscoa abalaram a relativa calma da nação de maioria budista e que não se via em meio à violência política desde que um conflito com separatistas da etnia Tamil acabou há uma década.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG