Links de Acesso

Três feridos da UNITA. Soba acusado de provocar os distúrbios também foi ferido nos confrontos

Três militantes da UNITA foram feridos num confronto com elementos do MPLA na província de Benguela.

Os militantes faziam parte de uma carava eleitoral liderada pelos deputados Alberto Ngalanela e Anita Filipe.

Um soba acusado de provocar os distúrbios também ficou ferido no incidente.

O deputado Alberto Ngalanela, secretário provincial da UNITA, conta que a caravana do seu partido, ‘’insultada ao longo do percurso Ganda/Cubal’’, foi atacada por militantes da JMPLA instrumentalizados pelo soba António Bumba.

Segundo Ngalanela o soba “organizou jovens com material de propaganda do MPLA, que se deslocaram até à ponte, onde agrediram os nossos militantes”.

“Houve muito soco, pontapés e toda uma gama de agressões com paus e pedras’’, disse o parlamentar.

A Voz da América não conseguiu obter um pronunciamento do comandante da Polícia, Elias Dumbu Livulo, contactado numa altura em que trabalhava nos municípios do Bocoio e Balombo, de onde chegam vários relatos de intolerância.

O bispo da Diocese de Benguela, Dom Eugénio Dal Corso, defendia uma campanha eleitoral com espírito de tolerância, concórdia e respeito pela diferença.

A deputada Anita Filipe acusou o partido no poder de educar os seus membros “ para provocações”.

“O MPLA não pode pensar que tem o título de propriedade deste país, somos todos angolanos’’, disse a deputada.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG