Links de Acesso

Cidadãos dão "nota positiva" às autoridades da Huíla que não impediram manifestação


Manifestação no Lubango

Cinco dezenas de jovens pediram saída do governador João Marcelino Tchipingui

Os cidadãos de Lubango, na província angolana da Huíla, deram nota positiva às autoridades que não impediram nem interferiram numa manifestação realizada por cerca de cinco dezenas de jovens no sábado, 19, contra o que chamam de "má governaçao" de João Marcelino Tchipingui.

Manifestaçao no Lubango sem intervenção e sem incidentes - 1:00
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:00 0:00

“Tchipingui fora” foi uma das frases mais ouvidas durante a marcha com os participantes a usaram cartazes com dizeres como “A cidade jardim virou capim”.

Katiela Nunes, uma das manifestantes, pediu mesmo a saída de João Marcelino Tchipingui.

«Ou Tchipingui sai e entra uma governação melhor para mudar a Huíla ou a gente vai continuar a manifestar», disse Nunes.

Manuel Andrade um dos promotores da manifestação, mostrou-se satisfeito pelos resultados do protesto, apesar do que chama de "cultura do medo".

"Penso que são as primeiras experiências que estamos a ter na província da Huíla porque temos um povo com medo de se manifestar publicamente porque o governo do MPLA nos acostumou que não deve ser criticado e toda a pessoa que o afronta tem tendência de sofrer represálias", afirmou Andrade que destacaou "a grande coragem dos que se juntaram a nós para protestar contra a má governação da província da Huíla».

A manifestação tida como o maior teste de fogo ao governo de João Marcelino Tchipingui, depois da sua recondução por João Lourenço, decorreu sob o olhar atento da Polícia Nacional e sem o registo de qualquer desacato, como confirmou à VOA fontes policiais.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG