Links de Acesso

China considera "rudes e bárbaras" as sanções impostas pelos EUA


Aplicações TikTok e WeChat num smartphone em Pequim, 7 agosto, 2020.

A China criticou neste sábado, 8 de agosto, os Estados Unidos por impor sanções "bárbaras" em resposta à repressão de Pequim em Hong Kong, encerrando uma semana dramática de deterioração das relações entre as duas maiores economias do mundo.

Na mais dura ação dos EUA em Hong Kong desde que a China impôs uma nova lei de segurança abrangente no território, Washington impôs sanções na sexta-feira a um grupo de autoridades chinesas e de Hong Kong - incluindo a líder da cidade, Carrie Lam.

A medida veio depois do governo do Presidente Donald Trump ter forçado os gigantes chineses da internet, TikTok e WeChat, a encerrar todas as operações nos Estados Unidos, numa ofensiva comercial diplomática que deve aumentar antes da eleição presidencial americana em novembro.

A China criticou no sábado as sanções como "bárbaras e rudes".

AFP

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG