Links de Acesso

Cai número de refugiados da RDC em Angola

  • Redacção VOA

Refugiados no centro de Mussungue, Angola

Cáritas de Angola reforça "trabalho espiritual"

As autoridades angolanas afirmam que a entrada de refugiados provenientes da República Democrática do Congo (RDC) tem vindo a diminuir nas últimas semanas.

A informação foi revelada pelo porta-voz da Comissão Multissectorial de Apoio aos Refugiados da RDC.

Marcelino Caetano indicou ainda que 643 cidadãos terão saído “de forma voluntária”, dos dois campos de acolhimento da Lunda Norte, nos últimos dias com regresso à RDC.

Entretanto, o pároco da Sé Catedral do Dundo, António Muyamba Makoco, alerta que, apesar dessa diminuição, o trabalho de assistência aos necessitados, particularmente os doentes, continua e anuncia a ida a Angola de uma missão de bispos da RDC em missão de assistência espiritual.

O sacerdote considera que o trabalho de assistência da Cáritas de Angola continua a ser fundamental por contribuir para a estabilidade emocional e espiritual dos refugiados, muitos dos quais acolhidos por familiares angolanos.

Angola acolheu, desde finais de Março, mais de 30 mil refugiados, que fugiam à guerra civil na região do Kassai, estando as autoridades angolanas a construir um novo campo para acolhimento definitivo na região doLóvua, para onde deverão ser encaminhados a partir de 23 de Julho.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG