Links de Acesso

Cabo Delgado: Multinacionais de gás pedem tropas para proteger suas operações


Praça na vila de Palma, onde as multinacionais estão instaladas.

As multinacionais Exxon Mobil e Total pediram ao governo de Filipe Nyusi o envio de mais tropas para proteger as suas operações na província de Cabo Delgado, onde continua a onda de ataques alegadamente atribuídos a radicais islâmicos.

A notícia é avançada pela agência de notícias Reuters que cita uma fonte das empresas e dois consultores de segurança.

A província de Cabo Delgado, abriga uma das maiores reservas de gás do mundo e as duas empresas têm megaprojetos em desenvolvimento.

Um dos consultores de segurança disse à Reuters que na região estão 500 soldados, mas que as multinacionais pediram mais 300 homens.

Contatada a Exxon não comentou o assunto e encaminhou a Reuters ao Ministério da Defesa Nacional que também não comentou a informação.

...Nyusi renova confiança nas Forças Armadas

Entretanto, o presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, pediu hoje apoio e confiança nas Forças Armadas para travar a insurgência no Centro e Norte do país.

Falando em Maputo, por ocasião do Dia dos Heróis, Nyusi disse que vai continuar a perseguição “em todos os cantos” aos que matam, “com vista a responsabilizá-los pelos crimes que cometem contra o Estado moçambicano”.

Filipe Nyusi visita tropas em Cabo Delgado
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:53 0:00

Quanto aos ataques em Cabo Delgado, Nyusi é citado pelo diário O País a afirmar que “malfeitores financiados por forças internas e externas estão a assassinar as populações e destroem habitações e outras infra-estruturas”.

Eduardo Mondlane
Eduardo Mondlane

O 3 de Fevereiro é assinalado em homenagem a Eduardo Mondlane, fundador da Frelimo, assassinado na Tanzânia em 1969.

Doutor em antropologia, ex-professor na Universidade de Syracuse, em Nova Iorque, e ex-funcionário das Nações Unidas, Mondlane completaria 100 anos a 20 de Junho deste ano.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG