Links de Acesso

Padre Congo: "Cabinda não deve alimentar expectativas sobre Governo de João Lourenço"

  • José Manuel

Padre Casimiro Congo

Activista pede ao novo Presidente que respeite as liberdades do povo de Cabinda

O destacado activista de Cabinda, padre Casimiro Congo manifestou optimista de que os resultados das eleições levem os “radicais” do partido no poder a moderar a sua actuação.

“Vamos ter um novo Presidente, vamos ter em princípio uma mudança, pelo menos na visão das coisas”, afirmou o sacerdote que acredita na mudança dos radicais do MPLA, “pelo menos na visão das coisas em relação a Cabinda”.

O padre Jorge Casimiro Congo disse que os resultados indicam que “o povo deu um grande aviso que está farto de promessas vãs”.

Congo disse contudo que o povo de Cabinda não deve alimentar expectativas recordando que foi João Lourenço que afirmou que “construir o porto de Cabinda é dar independência para Cabinda”.

“Se não mudou, então vai ser pior”, disse Jorge Casimiro Congo.

Para o padre Jorge Casimiro Congo, Cabinda deve deixar de servir apenas como uma zona de exploração de petróleo, onde o seu povo é perseguido, maltratado e relegado a miséria.

Jorge Congo pede ao novo Presidente que respeite as liberdades do povo de Cabinda.

“Estamos fartos de ser tratados como nos tratam, é tempo de acabarmos com isso, continuarmos a sobreviver ao em vez de vivermos, continuarmos a ter este território tão desertificado e os jovens estão desesperados”, disse.

“Não podemos continuar a aceitar o tipo de políticas que seguiram até agora”, disse o sacerdote que manifestou a sua disponibilidade para dialogar com todos para a solução dos problemas de Cabinda.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG