Links de Acesso

Brasil: filho de Bolsonaro condenado a indemnizar jornalista


Eduardo Bolsonaro

A justiça brasileira condenou quinta-feira o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, a indemnizar uma jornalista por dano moral após alegar que ela havia "tentado seduzir" uma fonte para obter informações comprometedoras contra o seu pai .

No julgamento de primeira instância, o deputado de 36 anos "agrediu a honra" da jornalista Patrícia Campos Mello, "questionando a seriedade do seu trabalho jornalístico e do seu patrão", o conceituado jornal Folha de São Paulo.

O valor da indemnização foi fixado em 30.000 reais (cerca de 5,599 dólares).

Eduardo Bolsonaro disse em Maio de 2020 no YouTube que a jornalista havia tentado seduzir um funcionário de uma empresa de marketing digital para obter informações. Afirmou ainda que a jornalista, vencedora de vários prémios, foi promovida por publicar informações falsas. Ele reiterou as suas declarações na rede social Twitter.

O deputado visava, em particular, uma investigação do jornal, do qual participou Campos Mello, sobre uma organização que divulgou notícias falsas via Whatsapp contra o Partido dos Trabalhadores (PT, à esquerda) durante a campanha presidencial de 2018, que acabou por ser ganha por Jair Bolsonaro.

O juiz considerou que Eduardo Bolsonaro, "ocupando posição tão importante no cenário nacional (...) e sendo filho do atual Presidente da República (...), deveria ter mais cuidado nas declarações".

“É um grande dia”, respondeu a jornalista Campos Mello após o anúncio da condenação, da qual Eduardo Bolsonaro pode ainda recorrer. O próprio Jair Bolsonaro lançou ataques contra a jornalista em Fevereiro de 2020, insinuando que ela havia tentado obter uma informação contra ele em troca de sexo com sua fonte.

(AFP)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG