Links de Acesso

Advogado de Rabelais quer investigação da PGR


Manuel Rabelais

João Gourgel advogado do antigo deputado e director do GRECIMA, Manuel Rabelais, diz haver uma tentativa de condenar o seu cliente antes do seu julgamento.

Isto depois de ter sido publicado nas redes sociais todo o documento de acusação contra Rabelais em que se detalha como este alegadamente fez uso de empresas em seu nome para se apoderar de milhões de dólares do governo.

Rabelais argumentou, segundo o documento, que o fez por ordem do ex presidente Eduardo dos Santos.

João Gourgel considera a publicação do documento como uma violação clara do segredo de justiça que diz que detalhes so podem ser divulgados apos comparência em tribunal do acusado e quer que haja responsabilização.

“Parece-me que há alguém interessado em que o Dr. Manuel Rabelais seja julgado primeiro na praça pública e posteriormente em tribunal”, disse o advogado quem “talvez as pessoas não tenham dado conta da gravidade que representa esse vazamento (documento)”.

“É uma fuga de informação e isso é um crime que está especificado no código penal, é uma violação do segredo de justiça”, afirmou João Gurgel.

“A Procuradoria geral da Republica deve abrir um inquérito para apurar porque meios é que essa dota acusação aparece integralmente nas redes sociais e em órgãos de comunicação”, acrescentou.

“Isto é muito grave, é um crime e tem que ser punido”, disse ainda o advogado de Manuel Rabelais.

A Procuradoria Geral da República, na voz do seu porta voz, Álvaro João diz nada ter haver com a divulgação desta dota acusação, e que a Procuradiria vai abrir um inquerito para averiguair quem publicou o documento.

“Não tem nada a ver com a PGR porque já foi entregue à camara do tribunal supremo", disse.

"Ainda assim a PGR vai abrir um inquerito para perceber o que se passa de concreto”, acrescentou o porta-voz

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG