Links de Acesso

A mentoria pode mudar o futuro dos jovens em África


Armando Mualumene, desenvolvedor de projetos e analista de dados

Todos os anos milhares de jovens africanos que estudam em outros continentes concluem os seus estudos universitários e enfrentam o dilema de voltar ou não para casa. Instabilidade política, crise na economia e uma pandemia certamente diminuem as chances de se conseguir o primeiro emprego. Mas o que fazer então?

Armando Mualumene é gestor do Ideas Lab, laboratório que faz parte do Centro de Inovação e Aceleração da Universidade Estatal de Tecnologia do Texas, em Lubbock. No laboratório, ele testa modelos e procura soluções aplicáveis para o continente africano.

Armando Mualumene, desenvolvedor de projetos e analista de dados
Armando Mualumene, desenvolvedor de projetos e analista de dados

"O projeto do Ideas Lab surge com o objetivo de responder de forma prática aos problemas que os estudantes angolanos, africanos de forma geral, começaram a passar por volta de 2013".

Mualumene destacou as dificuldades enfrentadas com a queda do preço do petróleo nos últimos anos, o que levou muitos países do continente africano a uma crise financeira. Com pouca receita não há geração de empregos, e "muitos jovens dependem do Estado para criar empregos".

O gestor do Ideas Lab explicou que o laboratório ajuda os jovens e adultos africanos que vivem no sul dos Estados Unidos a se posicionarem como um produto, o qual é determinado pela sua qualidade e exposição.

O laboratório também ajuda estudantes que têm interesse em empreendedorismo, fornecendo lhes informações de como devem se preparar antes e depois da formação para empreender com sucesso.

Já tenho o meu diploma na mão. E agora, volto para o meu país, ou não?
please wait

No media source currently available

0:00 0:16:21 0:00

Já tenho o meu diploma na mão. E agora, volto para o meu país, ou não?

Depois de pesquisar a causa do fracasso dos estudantes africanos que se formam entre os melhores de suas turmas, mas que não conseguem um emprego em suas áreas, a equipa do Armando Mualumene descobriu que não havia nenhum sistema de suporte que ajudasse os jovens antes da graduação a se posionarem para a vida, como há nos Estados Unidos e na Europa.

"Este sistema de suporte, estamos a falar de um mentor, mentoria, antes e depois da formação. E essa mentoria pode ser dada por um professor, por um pai, por um sistema da universidade".

Além de posicionar os estudantes para o empreendedorismo, a equipa do Armando Mualumene criou um sistema de mentoria.

"Temos um evento chamado de Ideas Fair, onde todos os anos nos sentamos com os estudantes e discutimos ideias, apresentamos mentores, desde empresários, professores, investigadores científicos, que no final têm o objetivo de dar dicas aos estudantes, com ou sem experiência, para que eles possam se posicionar como um produto no mercado".

Palestrantes que já participaram do Ideas Lab
Palestrantes que já participaram do Ideas Lab

O gestor do Ideas Lab sabe que o continente africano tem muitos problemas e esta é a realidade. Para ele, o desafio dos nossos tempos não é apenas discutir esses problemas, e sim apresentar um modelo de solução.

"Não há emprego depois da formação por várias razões: económicas, sociais, políticas. Mas o problema não está em não ter emprego porque o desemprego juvenil assola a América, Europa, a América do Sul. A questão é o que nós podemos fazer para ajudar os jovens a se posicionarem mesmo sem ter emprego."

E este modelo está dando certo?

Segundo Mualumene, o modelo está funcionando. Ele citou como exemplo três jovens africanos que lançaram os seus modelos de startups nos seus países de origem.

"Temos jovens do Quênia, do Congo e do Gana que depois de terminarem a formação foram com os modelos para os seus países, e além de dar o primeiro emprego para outros jovens eles não estavam perdidos".

Mualumene explicou que os estudantes que participam do Ideas Lab continuam a receber mentoria do centro e das conexões que fizeram. Mas o objetivo do laboratório não é ficar com o jovem por muito tempo. Todos os anos o Ideas Lab recebe 60 estudantes.

Participantes do Ideas Lab 2019
Participantes do Ideas Lab 2019

"Resolver os problemas é pensar na sustentabilidade. Eu não faço por mim, faço para a geração que vem depois de mim. Os modelos de soluções provavelmente vão dar fruto daqui a 20 ou 30 anos".

O gestor do Ideas Lab quer deixar um legado para que o jovem quando sair da universidade possa encontrar alguém na sociedade que o ajude a caminhar, porque embora um diploma académico seja importante, ele não garante um emprego.

Armando Mualumene concluiu a entrevista falando sobre o sonho que tem de ver e fazer o jovens africanos trabalharem. Ele sabe que precisa fazer parte da solução, assim como muitos outros membros da comunidade.

Armando Mualumene é natural da Lunda Norte, está há 10 anos nos Estados Unidos. Ele é engenheiro industrial de formação com diversas pós- graduações, com destaque para a de Ciência, Tecnologia, Matemática e Engenharia com especialização em Empreendedorismo e Inovação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG