terça-feira, 21 outubro, 2014. 05:22 UTC

Moçambique

África do Sul expulsa milhares de moçambicanos ilegais

Moçambique apreensivo com crise laboral nas minas sul africanas. Mineiros moçambicanos são fonte de divisas para o país

Imigantes na África do Sul
Imigantes na África do Sul
Simião Pongoane
Muitos moçambicanos com familiares a trabalharem nas minas da África do Sul estão apreensivos com o prolongamento e alastramento das greves na indústria mineira sul-africana.




É que depois do célebre massacre ocorrido mês passado na mina de Platina de Marikana, agora são os trabalhadores da mina de Ouro de Welcome a paralisarem as suas actividades exigindo aumento salarial.

Em todas as minas há mais de dois mil mineiros moçambicanos que agora correm o risco de regressar a casa para reforçar o exército de desempregados no País.
Alías o desempego leva milhares de moçambicanos a emigrarem ilegalmente para África do Sul à procura de melhores condições de vida.

Segundo o Cônsul-Geral de Moçambique em Johannesburgo, Damasco Mathe, citando pela agência noticiosa portuguesa, Lusa, as autoridades sul-africanas repatriaram cerca de sete mil moçambicanos emigrantes ilegais nos últimos oitos meses.

,Damasco Mathe diz que na África do Sul "as coisas também estão muito difíceis".
De acordo com o diplomata, até à semana passada, 878 moçambicanos detidos por imigração ilegal em diversos pontos da África do Sul aguardavam o repatriamento no Centro de Trânsito de Lindela, próximo de Joanesburgo, depois de outros 111 terem sido entregues às autoridades moçambicanas a 23 de Agosto último.

Damasco Mathe reconheceu que a entrada ilegal de moçambicanos na África do Sul continua a ser fonte de preocupação para as autoridades diplomáticas de ambos os países, embora "muitas vezes" a pessoa se sujeite "a condições piores do que aquelas por que passaria se estivesse em Moçambique", na sua terra.

Damasco Mathe considera que é preciso intensificar e garantir maior eficácia na sensibilização dos cidadãos para que percebam que a África do Sul não é mais o Eldorado que alguma vez foi para os moçambicanos.

Milhares de moçambicanos deslocam-se à África do Sul onde acreditam poder melhorar as condições de vida, trabalhando nos campos agrícolas e minas.

Mas, Damasco Mathe assinala que "mesmo ao nível do setor mineiro, onde o trabalho dos moçambicanos é regulado através de um acordo, a situação não está nada boa". Com as greves sistemáticas, que assolam a indústria mineira sul-africano, milhares de moçambicanos que dependem dos seus familiares mineiros estão preocupados.

Mesmo o governo moçambicano também está apreensivo, porque vai perder fonte de divisas que ajudava na balança de pagamentos. Moçambique recebe cerca de 50 milhões de dólares ano pela mão-de-obra na África do Sul, onde trabalham mais de 30 mil meneiros.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Galeria de fotos Moçambique – Eleições 2014 Dhlakama, Nyusi e Simango

Resultados provisórios Dhlakama e Nyusi votaram em Maputo. Daviz Simango votou na Beira


Galeria de fotos Galeria de fotos do ouvinte Eleições Moçambique

Fotos enviadas pelos ouvintes da VOA que nos acompanham pelo WhatsApp +1 908 652 4584




Galeria de fotos Campanha eleitoral Renamo

Beira, Tete, Sofala

Manifesto Eleitoral do MDM

Manifesto Eleitoral da RENAMO

Manifesto Eleitoral da FRELIMO