sexta-feira, 01 agosto, 2014. 13:52 UTC

Notícias / Moçambique

África do Sul expulsa milhares de moçambicanos ilegais

Moçambique apreensivo com crise laboral nas minas sul africanas. Mineiros moçambicanos são fonte de divisas para o país

Imigantes na África do Sul
Imigantes na África do Sul
Simião Pongoane
Muitos moçambicanos com familiares a trabalharem nas minas da África do Sul estão apreensivos com o prolongamento e alastramento das greves na indústria mineira sul-africana.




É que depois do célebre massacre ocorrido mês passado na mina de Platina de Marikana, agora são os trabalhadores da mina de Ouro de Welcome a paralisarem as suas actividades exigindo aumento salarial.

Em todas as minas há mais de dois mil mineiros moçambicanos que agora correm o risco de regressar a casa para reforçar o exército de desempregados no País.
Alías o desempego leva milhares de moçambicanos a emigrarem ilegalmente para África do Sul à procura de melhores condições de vida.

Segundo o Cônsul-Geral de Moçambique em Johannesburgo, Damasco Mathe, citando pela agência noticiosa portuguesa, Lusa, as autoridades sul-africanas repatriaram cerca de sete mil moçambicanos emigrantes ilegais nos últimos oitos meses.

,Damasco Mathe diz que na África do Sul "as coisas também estão muito difíceis".
De acordo com o diplomata, até à semana passada, 878 moçambicanos detidos por imigração ilegal em diversos pontos da África do Sul aguardavam o repatriamento no Centro de Trânsito de Lindela, próximo de Joanesburgo, depois de outros 111 terem sido entregues às autoridades moçambicanas a 23 de Agosto último.

Damasco Mathe reconheceu que a entrada ilegal de moçambicanos na África do Sul continua a ser fonte de preocupação para as autoridades diplomáticas de ambos os países, embora "muitas vezes" a pessoa se sujeite "a condições piores do que aquelas por que passaria se estivesse em Moçambique", na sua terra.

Damasco Mathe considera que é preciso intensificar e garantir maior eficácia na sensibilização dos cidadãos para que percebam que a África do Sul não é mais o Eldorado que alguma vez foi para os moçambicanos.

Milhares de moçambicanos deslocam-se à África do Sul onde acreditam poder melhorar as condições de vida, trabalhando nos campos agrícolas e minas.

Mas, Damasco Mathe assinala que "mesmo ao nível do setor mineiro, onde o trabalho dos moçambicanos é regulado através de um acordo, a situação não está nada boa". Com as greves sistemáticas, que assolam a indústria mineira sul-africano, milhares de moçambicanos que dependem dos seus familiares mineiros estão preocupados.

Mesmo o governo moçambicano também está apreensivo, porque vai perder fonte de divisas que ajudava na balança de pagamentos. Moçambique recebe cerca de 50 milhões de dólares ano pela mão-de-obra na África do Sul, onde trabalham mais de 30 mil meneiros.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos