quinta-feira, 18 dezembro, 2014. 02:28 UTC

Moçambique

FMI adverte Moçambique sobre o aumento dos transportes

O Fundo Monetário Internacional considera, também, que a economia de Moçambique continua robusta, apesar da frágil conjuntura económica global.

Redacção VOA
O Fundo Monetário Internacional advetiou Moçambique a ter "muito cuidado" com o aumento dos preços dos transportes, para não penalizar os cidadãos mais pobres.

A Assembleia Municipal de Maputo aprovou um aumento de 50% do preço de viagem nos autocarros públicos (de 5 para 7,5 meticais) e de 16% nos operadores privados (de 7,5 para 9 meticais)

Na quinta-feira, Maputo viveu horas de tensão devido a boatos dando como certa a entrada em vigor dos novos preços, reabrindo receios sobre semelhantes aos de Setembro de 2010.
 

As decisões sobre os aumentos são "difíceis e devem ser tomadas com muito cuidado, devem ser bem pensadas de modo a que possam ser defendidas as camadas mais pobres da população", afirmou o representante do FMI para Moçambique, Victor Lledó.
 

O Fundo Monetário Internacional considera, ainda, que a economia de Moçambique continua robusta, apesar da frágil conjuntura económica global.

O facto foi revelado no final da visita de trabalho de cerca de duas semanas de uma missão do braço técnico do Banco Mundial.
A equipa, liderada por Doris Ross, emitiu um comunicado de imprensa no qual considera que com o rápido arranque da produção de carvão e sua exportação espera-se que o Produto Interno Bruto real atinja 7.5 por cento este ano.

Segundo a constatação do Fundo Monetário Internacional, as exportações e o investimento directo estrangeiro têm permanecido fortes em Moçambique, levando a altos níveis de investimento e ao fornecimento adicional das reservas internacionais em 2012.

A missão do FMI saúda, no seu comunicado de imprensa, o cometimento renovado das autoridades moçambicanas na prossecução de políticas económicas prudentes no âmbito do programa apoiado por aquela instituição de Bretton Woods.

O documento refere que as políticas das autoridades continuam a ter por finalidade preservar a estabilidade económica e sustentar o crescimento económico elevado, tornando-o mais inclusivo.

A missão subscreve aquilo que considera postura de apoio ao crescimento assumida pelo governo para 2012 e 2013.

O FMI apoia as intenções de manter elevado o crescimento de investimento público ao longo dos próximos anos para atacar a grande lacuna da falta de infra-estruturas em Moçambique, enquanto mantém prudente o endividamento público e melhorar a qualidade de transparência na selecção de projectos e facilitar a expansão do crédito ao sector privado e reduzir o custo de realização de negócios.
O Fundo Monetário diz que apoia a promoção de objectivos de desenvolvimento de projectos sociais e humano e a estratégia de redução da pobreza.

De acordo com o Comunicado, o Conselho Executivo do FMI vai reunir-se em Dezembro próximo para fazer uma nova avaliação do Instrumento de Apoio à Política Económica, para Moçambique, concebido para os países de baixo rendimento.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 17 Dezembro 2014i
|| 0:00:00
...  
🔇
X
17.12.2014 19:09
As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Dezembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 12 Dezembro 2014

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 9 Dezembro 2014

A actualidade africana em apenas 60 segundos
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 9 Dezembro 2014

Lebron James juntou-se ao protesto "I can't breathe" (Não consigo respirar), antes de um jogo com uma audiência real: o Príncipe William da Inglaterra e a duquesa de Cambridge, Kate Middleton
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 8 Dezembro 2014

As notícias que marcam a actualidade do continente africano, em apenas 60 segundos
Mais Vídeos