Links de Acesso

Boatos sobre novos preços dos "chapas" agitaram Maputo

  • Simião Pongoane

Aumentos de preços em 2010 originaram confrontos violentos em Maputo (foto de arquivo)

Alguns transportadores, temendo uma revolta e vandalização dos seus carros devido a boatos sobre aumentos da tarifa, parquearam as viaturas em casa, agravando a falta de transporte.

Boatos sobre a entrada em vigor da nova tarifa dos transportes de passageiros agitaram algumas zonas da cidade de Maputo nesta Quinta-feira.

Na semana passada a Assembleia Municipal da capital do País aprovou o reajustamento dos preços dos transportes de passageiros, mas não se anunciou a data da sua entrada em vigor.

Alguns citadinos, pressionados pelo aumento do custo de vida, especularam que a nova tarifa entraria em vigor nesta Quinta-feira, primeiro de Novembro.


Logo pela manhã, alguns transportadores, temendo revolta popular e vandalização dos seus carros em protesto contra a nova tarifa, parquearam as viaturas em casa, agravando a falta de transporte, na cidade de Maputo.

No entanto, outros saíram à rua e houve agitação em algumas zonas da periferia da cidade, só que a situação foi rapidamente controlada, porque na verdade a nova tarifa ainda não entrou em vigor.

O Conselho Municipal da capital do País diz que ainda não foram criadas as condições para a aplicação da nova tarifa dos transportes de passageiros.

A nova tarifa passa de cinco meticais para sete num percurso igual ou inferior a 10 quilómetros para os autocarros públicos e de 7 meticais e 50 centavos para nove meticais no mesmo percurso para transporte semicolectivo operado pelo sector privado.

Mas o público está preocupado com o chamado fenómeno de encurtamento de rotas pelos privados, situação que encarece o transporte.


que alegam que estão a trabalhar muito abaixo de lucros, prejudicando o seu negócio.
XS
SM
MD
LG