sexta-feira, 01 agosto, 2014. 05:44 UTC

Notícias / África

França no Mali contra o terrorismo e para defender os seus interesses

"A França tem todo o interesse, além de proteger os seus cidadãos, que são seis mil no Mali, [proteger] também os interesses económicos que tem, particularmente no Niger"

Comandos franceses em Markala, a cerca de 275 kms da capital maliana, Bamako.
Comandos franceses em Markala, a cerca de 275 kms da capital maliana, Bamako.

Multimédia

Áudio
Ana Guedes
— A intervenção militar francesa no Mali tem tanto a ver com a contenção da al-Qaeda no norte de África como com a defesa de interesses franceses na região, disse à VOA um analista de assuntos africanos.

Numa entrevista com Ana Guedes, o jornalista e analista Rui Neumann afirmou pensar que pesou na acção francesa a defesa dos seus interesses na região.

"Há grandes interesses sejam económicos sejam geo-estratégicos na região" que afectam "parceiros directos da França" como a Mauritânia, o Senegal, a Argélia, o Niger, o Burkina Fasso, a Guiné Conacri e a Costa do Marfim - países que "entram no eixo de acção da al-Qaeda no Magreb Islâmico" e podem ser afectados por esta organização terrorista.

"A França tem todo o interesse, além de proteger os seus cidadãos, que são seis mil no Mali, [proteger] também os interesses económicos que tem, particularmente no Niger", disse Neumann.

Notou ainda que os ataques aéreos iniciados pela França, na sexta-feira passada, colheram a comunidade internacional e surpresa, na medida em que uma intervenção internacional estava prevista, apenas, para o final do ano em curso.

O lançamento da operação surje num momento em que a popularidade do presidente  fancês, François Hollande, estava baixa, mas Neumann considera que ele não corre perigo político, por enquanto - a situação pode mudar, a haver baixas elevadas entre as tropas das infantaria francesa.

Neumann nota que uma ofensiva terrestre no norte do Mali implica o combate difícil com pequenas unidades móveis e dispersas.

E aponta um desafio maior que pode tornar impossível de prever a duração desta missão francesa: "A resolução da questao do norte do Mali não possa so pela reconquista das cidades tomadas pelos islamitas, mas pelo controle efectivo do território. Aí é que a situação vai ser mais problemática", disse Rui Neumann.

Ouça a entrevista clicando no link abaixo.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Anónimo
19.01.2013 01:58
A AFRICA TORNOU -SE UM CORPO ENERTE ONDE CADA ABUTRE VEM DEBICAR A SUA CARNE .

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos